Pular para o conteúdo principal

Pesquisando pelo Cerrado

Estudando o território brasileiro e suas regiões os alunos de 7º ano (em Santa Catarina) foram estimulados a escreverem um relato imaginando uma viagem pelo Cerrado brasileiro. Abaixo uma das produções realizadas.

Olá prof º Santiago, sou a Emily Lima Carvalho da turma 71 da Escola Batista Pereira, segue abaixo meu registro que fiz sobre o cerrado.

Minha vida aqui em São Paulo é bem tranquila, mas, isso está prestes a mudar; minha melhor amiga convidou-me para fazer uma viagem ao cerrado, que se localiza na região Centro-Oeste, ela está fazendo uma pesquisa sobre isso pra faculdade.

Nunca ouvi falar sobre isso, a Larissa me disse que lá chove bastante (sic) e é para eu levar roupas bem quentinhas leves (porque vamos em Dezembro a época mais fria quente em Brasília que é onde a tia mora).

Chegamos a Brasília exatamente as 10 horas da manhã, a tia dela veio nos receber com presentes de boas vindas, saímos do aeroporto pegamos um táxi e fomos para a casa dela. Acomodamos-nos e ficamos bem à vontade com o local! Passamos alguns dias na capital do país, mais logo começamos a nossa aventura: alugamos um carro e fomos pra Goiânia.

Chegando lá, conhecemos um parque temático e um monitor que nos deu as melhores dicas do que deveríamos ver e ouvir, e também o que fazer caso nos perdêssemos: deu-nos um apito e um mapa do domínio morfoclimático do cerrado.    

Eu e a Larissa, entramos na floresta e ela logo começou anotar o que via e ouvia, tudo era novidade para nós, ela fazia uma expressão de surpresa anotava, sorria e continuava andando. A Lari me disse que no cerrado a vegetação é formada principalmente por pequenas árvores e arbustos com troncos e galhos, além de gramíneas e plantas rasteiras que cobrem extensas áreas de solo. Isso não é demais? Perguntou-me ela, eu, sem compreender exatamente muito bem o significado de todas aquelas palavras, acenei positivamente com a cabeça.

Lá pelas tantas horas da tarde eu senti uma baita fome e o pior ainda estava por vir: a Larissa estava sem rumo e muito empolgada, se perdera nas indicações do mapa! Eu estava até então, somente seguindo-a e fotografando tudo o que ela me pedia, e como não havia pegado um mapa para mim e queira logo sair dali para saciar minha fome e sede, usei o meu apito. 

Apitei como se a minha vida dependesse daquilo, eu já estava desesperada! Com fome, cansada, e ainda por cima a Larissa não estava nem se importando. Isso foi me dando uma agonia profunda, eu não sabia se apitava, gritava, corria ou chorava, quando de repente... Ufa que alivio, o monitor vinha em nossa direção.

Nosso passeio chegou ao fim, mas a nossa fome não, por isso fomos tomar um lanche numa cafeteria. 

Precisávamos retornar a Brasília, o quanto antes, pois a mãe da Lari nos avisou via torpedo que a faculdade havia entrado em contato avisando que a data de apresentação do trabalho fora antecipada.

De volta a Brasília, devolvemos o carro, agradecemos a gentileza da tia da Larissa e retornamos no mesmo dia a São Paulo. 

         O prazo era curto e havia muito que fazer, minha vida voltou a sua rotina de sempre, porém agora, estava auxiliando a minha amiga a organizar todo o material que ela havia recolhido em nossa viagem. Foram dias ótimos, de muita aprendizagem e significado.

Neste relato a aluna fala que recebeu “um mapa do domínio morfoclimático do cerrado”. Você sabe o que é um domínio morfoclimático? Deixe sua resposta clicando em comentário.

Comentários

  1. É referente ás formas do relevo e os tipos de clima !

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Você é responsável pelo que pensa, fala e escreve.

Postagens mais visitadas deste blog

Fuso Horário

FUSO HORÁRIO Cada um dos vinte e quatro setores esféricos em que se considerou dividida a superfície terrestre. Cada fuso horário é delimitado por dois semimeridianos que distam entre si 15°. Dentro de cada fuso horário convencionou-se existir a mesma hora (hora legal). Sempre que é necessário o traçado dos fusos é alterado, respeitando as fronteiras dos países, para que exista uma só hora dentro de cada estado. A Terra tem 24 fusos horários. O Meridiano de Greenwich (0°) é o marco inicial. Tendo Greenwich como referência, as localidades a leste apresentam horas adiantadas e as localidades a oeste registram horas atrasadas em relação a ele. Fuso Horário no Brasil O território brasileiro, por se encontrar no hemisfério ocidental, possui o seu horário atrasado em relação ao meridiano de Greenwich. Além disso, em razão de o país possuir uma ampla extensão (leste-Oeste), seu território é dividido administrativamente em quatro fusos horários, cuja demarcação oficia

Mapas mundi para usos múltiplos

Os trabalhos com mapas nas aulas de geografia são bastante importantes e a cartografia é uma linguagem já consolidada no auxílio das explicações geográficas, climatológicas e geológicas realizadas nas mais variadas situações didáticas. Neste post disponibilizo alguns mapa mundi com que o professor de geografia pode utilizar nas mais variadas situações de aprendizagens. O primeiro mapa é o mapa mundi político em preto e branco com possibilidades de usos diversos, como por exemplo, divisão em continentes, países centrais e periféricos, etc. O segundo mapa mundi possui tema específico para se trabalhar as coordenadas geográficas, sendo possível elaborar jogos para melhor compreensão desse contúdo e, por fim, o terceiro mapa mundi trata-se de um mapa mudo onde é possível trabalhar vários temas de acordo com o conteúdo selecionado. Este é um mapa que pode ser aberto em um editor de imagem (como o Paint do Windows) para preencher cada país com a cor que desejar. Caso você te

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

As diretrizes nacionais, definidas em acordo por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. O Projeto de Lei 2949/20 estabelece uma estratégia nacional para retorno às aulas durante a pandemia de Covid-19. A proposta, do deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), tramita na Câmara dos Deputados. Pelo texto, União, estados e municípios devem organizar colaborativamente o retorno às atividades escolares, interrompidas com o Decreto Legislativo 6/20 que reconheceu a calamidade pública por causa da pandemia. A estratégia será definida por princípios, diretrizes e protocolos, respeitadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias brasileiras. As diretrizes nacionais, acordadas por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. Elas deverão seguir princípios como atenção à saúde física e mental de profissionais de educação e estudantes; pr