Pular para o conteúdo principal

REGIONALIZAÇÃO - Divisão pelo domínio climático

REGIONALIZAÇÃO
Divisão pelo domínio climático
Outra forma de regionalizar o mundo é considerar os aspectos naturais que formam a paisagem: o relevo[1], o clima, a vegetação, o solo e a hidrografia[2]. Esses elementos interagem e formam paisagens diferenciadas.
Nessa regionalização, um dos elementos naturais mais importantes é o clima, pois ele interfere nos tipos de vegetação e de solo, na forma de relevo, no regime dos rios e na forma de ocupação humana, influenciando inclusive algumas atividades econômicas.





Essa divisão é baseada, sobretudo, nas zonas climáticas da Terra, como podemos observar a seguir.

Dividir o mundo pelos domínios da natureza, no caso o climático, é muito relativo. O que percebemos é que os aspectos naturais não são estáticos e imutáveis. Não podemos afirmar, por exemplo, que há desertos apenas nas áreas tropicais, quando também os encontramos em áreas de zona temperada. Nem tampouco podemos afirmar que em toda a região tropical fará calor o ano todo.

Foto Reprodução: navios encalhados no Mar de Aral.
Também temos que considerar que a ação do homem no meio ambiente tem provocado alterações climáticas no planeta, contribuindo para a relatividade na classificação por domínios naturais. As estações do ano já não são regulares; podemos ter geadas em áreas até então consideradas livres desse fenômeno, calor exagerado em áreas temperadas, ciclones, furacões e tornados com maiores frequências, além de outras mudanças.

Outro exemplo em que percebemos essa alteração é o que ocorre no continente africano. A derrubada das matas às margens dos desertos africanos, provocada pela expansão da pecuária. E o crescimento populacional vem aumentando as áreas desérticas.

No continente asiático, o mar Aral, localizado entre as Repúblicas do Uzbequistão e do Cazaquistão, é um dos maiores exemplos da degradação que o homem provoca no meio ambiente. Esse mar é um lago salgado que está secando.
Tempos atrás o governo da antiga União Soviética implantou um sistema de irrigação da lavoura de algodão no país, utilizando dois rios que o alimentavam: o Syr-Daria e Amu-Daria. O resultado foi um grande impacto ambiental, pois o lago, com menor alimentação das águas desses rios, diminuiu seu tamanho, tendo diminuído também as espécies animais que habitam a região. 

Verificando a Aprendizagem
Folha de exercícios
Disciplina de Geografia
Professor Santiago Alves de Siqueira
Estudante:___________________________ Turma ___   Data ____/____/_____.
(responder utilizando caneta cor azul ou preta)
  1. Cite e localize as zonas climáticas da Terra.
  1. De que maneira a ação humana tem provocado alterações no meio ambiente? Cite um exemplo e explique-o.
  1. No mapa abaixo pinte as Zonas Térmicas identificando-as na legenda.


[1] Relevo: diversidade de aspectos da superfície da crosta terrestre, ou seja, o conjunto dos desnivelamentos da superfície do globo.
[2] Hidrografia: estudo das águas continentais e oceânicas do globo terrestre.









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Os trabalhos com mapas nas aulas de geografia são bastante importantes e a cartografia é uma linguagem já consolidada no auxílio das explicações geográficas, climatológicas e geológicas realizadas nas mais variadas situações didáticas. Neste post disponibilizo alguns mapa mundi com que o professor de geografia pode utilizar nas mais variadas situações de aprendizagens. O primeiro mapa é o mapa mundi político em preto e branco com possibilidades de usos diversos, como por exemplo, divisão em continentes, países centrais e periféricos, etc. O segundo mapa mundi possui tema específico para se trabalhar as coordenadas geográficas, sendo possível elaborar jogos para melhor compreensão desse contúdo e, por fim, o terceiro mapa mundi trata-se de um mapa mudo onde é possível trabalhar vários temas de acordo com o conteúdo selecionado. Este é um mapa que pode ser aberto em um editor de imagem (como o Paint do Windows) para preencher cada país com a cor que desejar. Caso você te

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

As diretrizes nacionais, definidas em acordo por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. O Projeto de Lei 2949/20 estabelece uma estratégia nacional para retorno às aulas durante a pandemia de Covid-19. A proposta, do deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), tramita na Câmara dos Deputados. Pelo texto, União, estados e municípios devem organizar colaborativamente o retorno às atividades escolares, interrompidas com o Decreto Legislativo 6/20 que reconheceu a calamidade pública por causa da pandemia. A estratégia será definida por princípios, diretrizes e protocolos, respeitadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias brasileiras. As diretrizes nacionais, acordadas por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. Elas deverão seguir princípios como atenção à saúde física e mental de profissionais de educação e estudantes; pr

Os cinco maiores países do mundo

Rússia, Canadá, China, Estados Unidos e Brasil são os cinco maiores países do mundo em extensão territorial. A semelhança fica somente no quesito tamanho do território, quando olhamos para alguns dados populacionais as diferenças podem ser bastantes significativas. Veja os dados populacionais de cada um desses gigantes territoriais. População da Rússia Densidade demográfica 8,8 hab/km² Homens 66.644.047 habitantes Mulheres 76.812.871 habitantes População residente em área rural 26,08 % População residente em área urbana 73,92 % População total 143.456.918 habitantes Taxa bruta de mortalidade 15 por mil Taxa bruta de natalidade 12 por mil Taxa média anual do crescimento da população 0,042 % População do Canadá Densidade demográfica 4 hab/km² Homens 17.826.268 habitantes Mulheres 18.113.659 habitantes População residente em área rural 18,35 % População residente em área urbana 81,65 % População total 35.939.927 habitantes Taxa bruta de mortalidade 8 por mil Taxa