Pular para o conteúdo principal

[Para Discutir] Soberania Nacional

Venda de terras a estrangeiros não tem consenso

Proposta muda regras para aquisição de imóveis rurais no Brasil por parte de pessoas físicas ou jurídicas estrangeiras


Debatedores não chegaram a um consenso, ontem, sobre proposta que modifica regras para a aquisição de imóveis rurais por estrangeiros no País (PL 4059/12). O tema foi discutido em audiência da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural.

Pelo Ministério da Defesa, Paulo Cézar Brandão criticou dispositivo do texto que não prevê restrições à compra ou ao arrendamento de terras por pessoas jurídicas brasileiras que sejam controladas por estrangeiros.

“Em síntese, esse dispositivo retira do Estado a prerrogativa de monitoramento e controle sobre aquisições indiretas de terras por estrangeiros”, disse Brandão. Ele também questionou o trecho que revoga a legislação atual (Lei 5.709/71) e regulariza todas as compras de terras já realizadas por empresas ou cidadãos estrangeiros no País. 

“Convalidar ou ratificar as aquisições anteriores é uma ameaça, pois o Estado hoje não possui hoje um controle efetivo sobre as reais transações feitas por empresas nacionais com capital predominantemente estrangeiro.” 

Lei específica - Advogado da União, Joaquim Modesto Pinto Júnior explicou que mundialmente a compra de terra por estrangeiros é tratada na forma de lei específica. No caso brasileiro, a legislação prevê que, para pessoas jurídicas, a aquisição de até 3 módulos rurais é livre, sem necessidade de autorização do Estado. 

Já pessoas físicas ficam dispensadas de autorização para aquisição de até 20 módulos. Nos demais casos, a lei impõe restrições à aquisição, sobretudo em áreas de fronteira. “A lei cria excepcionalidades, mas não impedimentos”, disse o advogado. 

Pelo PL 4059/12, não poderão comprar terras rurais no Brasil, ainda que indiretamente, fundos soberanos constituídos por outros países e organizações não-governamentais ou fundações particulares com sede no exterior.

O texto também proíbe o arrendamento de imóvel rural a estrangeiros e a venda ou doação de terras da União, dos estados ou dos municípios. Continua autorizada a compra por companhias de capital aberto.

Tratamento igual - Representante do Itamaraty na audiência, Norberto Moretti avaliou que a consequência prática é que o investidor estrangeiro, sob a forma de uma empresa nacional de capital estrangeiro, terá o mesmo tratamento que uma empresa brasileira.

Pequeno agricultor - O deputado Heitor Schuch (PSBRS), que propôs o debate, criticou a proposta. “Não podemos nem permitir falar que o agricultor familiar esteja correndo o risco de perder sua terra para estrangeiros. Estaremos realimentando a indústria dos sem-terra. Portanto, o Brasil precisa antes cuidar bem dos brasileiros. Pode até trazer gente de fora, mas não entregando a terra.” 

Também contrário ao projeto, o representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Guilherme Delgado, disse que o texto é completamente inapropriado e vai “na contramão” dos regimes fundiários instituídos pela Constituição. “A terra não é mercadoria, mas um bem intergeracional de uso múltiplo e com uma função social clara”, defendeu ele, para quem o texto põe em risco comunidades tradicionais, como índios e quilombolas.

Fonte: Jornal da Câmara, 15 de julho de 2016.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Os trabalhos com mapas nas aulas de geografia são bastante importantes e a cartografia é uma linguagem já consolidada no auxílio das explicações geográficas, climatológicas e geológicas realizadas nas mais variadas situações didáticas.
Neste post disponibilizo alguns mapa mundi com que o professor de geografia pode utilizar nas mais variadas situações de aprendizagens. O primeiro mapa é o mapa mundi político em preto e branco com possibilidades de usos diversos, como por exemplo, divisão em continentes, países centrais e periféricos, etc. O segundo mapa mundi possui tema específico para se trabalhar as coordenadas geográficas, sendo possível elaborar jogos para melhor compreensão desse contúdo e, por fim, o terceiro mapa mundi trata-se de um mapa mudo onde é possível trabalhar vários temas de acordo com o conteúdo selecionado. Este é um mapa que pode ser aberto em um editor de imagem (como o Paint do Windows) para preencher cada país com a cor que desejar.
Caso você tenha feito uso dess…

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

As diretrizes nacionais, definidas em acordo por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas.
O Projeto de Lei 2949/20 estabelece uma estratégia nacional para retorno às aulas durante a pandemia de Covid-19. A proposta, do deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), tramita na Câmara dos Deputados.Pelo texto, União, estados e municípios devem organizar colaborativamente o retorno às atividades escolares, interrompidas com o Decreto Legislativo 6/20 que reconheceu a calamidade pública por causa da pandemia. A estratégia será definida por princípios, diretrizes e protocolos, respeitadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias brasileiras.As diretrizes nacionais, acordadas por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. Elas deverão seguir princípios como atenção à saúde física e mental de profissionais de educação e estudantes; prev…

Os cinco maiores países do mundo

Rússia, Canadá, China, Estados Unidos e Brasil são os cinco maiores países do mundo em extensão territorial. A semelhança fica somente no quesito tamanho do território, quando olhamos para alguns dados populacionais as diferenças podem ser bastantes significativas.

Veja os dados populacionais de cada um desses gigantes territoriais.

População da Rússia
Densidade demográfica 8,8 hab/km²
Homens 66.644.047 habitantes
Mulheres 76.812.871 habitantes
População residente em área rural 26,08 %
População residente em área urbana 73,92 %
População total 143.456.918 habitantes
Taxa bruta de mortalidade 15 por mil
Taxa bruta de natalidade 12 por mil
Taxa média anual do crescimento da população 0,042 %

População do Canadá
Densidade demográfica 4 hab/km²
Homens 17.826.268 habitantes
Mulheres 18.113.659 habitantes
População residente em área rural 18,35 %
População residente em área urbana 81,65 %
População total 35.939.927 habitantes
Taxa bruta de mortalidade 8 por mil
Taxa bruta de natalidade 11 po…