Pular para o conteúdo principal

[ATIVIDADES] TERREMOTO NO JAPÃO

A notícia sobre mais um terremoto no Japão nesta terça-feira dia 28 é verdadeira. Felizmente não há relatos de mortes em virtude desse evento. Aproveite esse evento natural para discutir alguns conceitos e temas de interesse da geografia. Segue  a leitura...


Um terramoto de magnitude 5,6 na escala de Richter (de acordo com a Agência Meteorológica do Japão) atingiu, esta terça-feira, Fukushima, no noroeste do Japão. O sismo aconteceu às 16h49, hora local.

[Professor: você pode propor aos alunos que calculem que horas eram em Brasília quando o terremoto ocorreu].

O epicentro ocorreu a pouco mais de 50 quilômetros de profundidade, na baia de Fukushima, na ilha de Honshu, a maior do arquipélago japonês.

[Aqui temos três conceitos interessantes para compreender um pouco mais - baia, ilha e arquipélago - que tal propor que os alunos pesquise a definição de cada um deles? Agora se a curiosidade na leitura for sobre o epcentro, tudo bem, pode incluir essa palavra na atividade 😉].

O abalo foi também sentido em Tóquio, a 280 quilômetros de distância.

[Uma sugestão de atividade é trabalhar escala com os alunos. Usando um mapa do Japão o professor pode solicitar que os alunos localizem Fukushima e Tóquio e calculem a distância, em linha reta, entre essas duas localidades].

Fukushima foi uma das regiões mais afetadas pelo sismo de 11 de março de 2011, que provocou a pior catástrofe, numa central nuclear, desde o acidente na de Chernobil, na Ucrânia, em 1986.

[Que tal propor aos alunos uma pesquisa escolar sobre os mais fortes terremotos já registrados? Ou pode-se criar uma periodização e estabelecer nesta pesquisa os piores terremotos do últimos 10, 20 ou 30 anos. Aproveite para explicar a importância de uma periodização nas pesquisas. Ah! depois de pronto os resultados podem ser compartilhados com os demais alunos da escola, quem sabe através de uma exposição nas áreas comuns da instituição escolar].

Ao tremor de terra, que teve uma magnitude 9 na escala de Richter, seguiu-se um tsunami. A onda gigante devastou a costa noroeste do Japão, fez mais de 18 mil mortos e desaparecidos.

[Peça os alunos que identifiquem as palavras que não conhecem o significado no parágrafo acima e solicite que eles pesquisem o significado delas].

O Japão fica localizado sobre o chamado ‘anel de fogo’, uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo. Os sismos ocorrem, com relativa frequência, no país. Ainda assim, os estragos são, por norma, menores do que noutras situações já que as estruturas estão preparadas para este tipo de situações.
Imagem: wikimedia
Em relação ao parágrafo acima qual seria sua sugestão de trabalho? Deixe nos comentários deste post suas ideias para se trabalhar com os alunos. Compartilhe suas experiências com nossos leitores. 😊

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Os trabalhos com mapas nas aulas de geografia são bastante importantes e a cartografia é uma linguagem já consolidada no auxílio das explicações geográficas, climatológicas e geológicas realizadas nas mais variadas situações didáticas. Neste post disponibilizo alguns mapa mundi com que o professor de geografia pode utilizar nas mais variadas situações de aprendizagens. O primeiro mapa é o mapa mundi político em preto e branco com possibilidades de usos diversos, como por exemplo, divisão em continentes, países centrais e periféricos, etc. O segundo mapa mundi possui tema específico para se trabalhar as coordenadas geográficas, sendo possível elaborar jogos para melhor compreensão desse contúdo e, por fim, o terceiro mapa mundi trata-se de um mapa mudo onde é possível trabalhar vários temas de acordo com o conteúdo selecionado. Este é um mapa que pode ser aberto em um editor de imagem (como o Paint do Windows) para preencher cada país com a cor que desejar. Caso você te

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

As diretrizes nacionais, definidas em acordo por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. O Projeto de Lei 2949/20 estabelece uma estratégia nacional para retorno às aulas durante a pandemia de Covid-19. A proposta, do deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), tramita na Câmara dos Deputados. Pelo texto, União, estados e municípios devem organizar colaborativamente o retorno às atividades escolares, interrompidas com o Decreto Legislativo 6/20 que reconheceu a calamidade pública por causa da pandemia. A estratégia será definida por princípios, diretrizes e protocolos, respeitadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias brasileiras. As diretrizes nacionais, acordadas por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. Elas deverão seguir princípios como atenção à saúde física e mental de profissionais de educação e estudantes; pr

Os cinco maiores países do mundo

Rússia, Canadá, China, Estados Unidos e Brasil são os cinco maiores países do mundo em extensão territorial. A semelhança fica somente no quesito tamanho do território, quando olhamos para alguns dados populacionais as diferenças podem ser bastantes significativas. Veja os dados populacionais de cada um desses gigantes territoriais. População da Rússia Densidade demográfica 8,8 hab/km² Homens 66.644.047 habitantes Mulheres 76.812.871 habitantes População residente em área rural 26,08 % População residente em área urbana 73,92 % População total 143.456.918 habitantes Taxa bruta de mortalidade 15 por mil Taxa bruta de natalidade 12 por mil Taxa média anual do crescimento da população 0,042 % População do Canadá Densidade demográfica 4 hab/km² Homens 17.826.268 habitantes Mulheres 18.113.659 habitantes População residente em área rural 18,35 % População residente em área urbana 81,65 % População total 35.939.927 habitantes Taxa bruta de mortalidade 8 por mil Taxa