Pular para o conteúdo principal

Como resposta de criança a exercício escolar provocou debate que mobilizou até ‘guardiões da língua espanhola’




A criança pode não ter entendido a pergunta. Mas muitos dizem que foi o professor quem não entendeu a resposta.

Aos sete anos de idade, uma aluno levou milhares de pessoas a debaterem sobre o papel dos educadores diante dos erros e acertos, fazendo com que até a Real Academia Espanhola (RAE), instituição responsável por determinar a norma culta da língua espanhola, se pronunciasse.

No enunciado em espanhol, o exercício pedia: "Escribe con cifra los siguientes numeros" (que em português poderia ser melhor traduzido como "Escreva em cifras os números seguintes").

E as respostas da criança foram:
• Dez: 11
• Noventa e oito: 99
• Oitenta e um: 82
• Sessenta e seis: 67
• Trinta: 31

Ou seja, a criança interpretou "os números seguintes" como os números sucessivos imediatos, em vez da escrita em algarismos dos números escritos por extenso.

O professor, então, desenhou um enorme "X" nas respostas do aluno com uma caneta vermelha.
Este simples exercício e sua correção deram origem a uma ampla controvérsia.
Quem não entendeu bem?
Tudo começou quando o pai da criança publicou no Twitter o exercício matemático em que o filho teria "falhado".
"Aqui está um exercício de matemática do meu filho (7 anos). Penso que quem não o entendeu bem foi o professor", escreveu Ignacio Bárcena, na terça-feira.
Em menos de 48 horas, o tuíte foi compartilhado mais de 53 mil vezes.


A controvérsia se deu em torno da interpretação que fez o menino do enunciado.

O enorme "X" marcado pelo professor não deixa dúvida que, para ele, a resposta estava errada. Mas muitas pessoas que se juntaram ao debate acreditam que o que o pequeno fez, no mínimo, não pode ser considerado incorreto.

Vários argumentaram que uma criança de 7 anos não tem muito domínio da gramática e não consegue diferenciar o uso de uma mesma palavra em diferentes contextos.

"A criança entendeu de uma maneira literal, mas acho que ele tem habilidades matemáticas e esse horrível X vermelho pode frustrá-lo. O professor é quem não age de forma pedagógica. Que pena", escreveu uma internauta no Twitter.



Campanella e a RAE tomam partido

A controvérsia chegou a tal ponto que chamou a atenção de Juan José Campanella, vencedor do Oscar com o filme "O segredo dos seus olhos".

O cineasta saiu em defesa do pequeno.

"Ele é um gênio, o seu filho. Ele literalmente escreveu números 'seguintes'", escreveu em resposta ao tuíte de Bárcena.

Outros internautas, no entanto, insinuaram que a intenção do aluno e de seu pai era zombar do professor ou provocar um escândalo contra ele nas redes sociais.

Alguns chegaram até a dizer que a criança tinha problemas de assimilação.

E, é claro, não demorou para que os internautas chamassem a Real Academia Espanhola (RAE) para o debate.

A entidade não perdeu tempo.

"Tal como está redigido no exercício, a interpretação natural é que os números listados sejam escritos em cifras", afirmou a academia, destacando que sua posição foi tomada "de uma perspectiva puramente linguística".


Mas a controvérsia só aumentou, porque os usuários passaram a pedir "mais empatia" à entidade.
Afinal, eles disseram, o menino tem apenas 7 anos e é muito possível que ele não tenha ideia do que significa uma "perspectiva puramente linguística".

'O Pequeno Príncipe' e os adultos

No meio da discussão, alguns usuários do Twitter ficaram surpresos com a lógica da resposta da criança.

"Demorou para que eu entendesse. É impressionante o pensamento tão divergente que ele tem", escreveu um internauta.

Entre as milhares de reações, a resposta do menino de 7 anos lembrou um usuário de um certo desenho infantil de um elefante sendo devorado por uma jiboia - cena vista pelos adultos como um chapéu.

Esse é o célebre começo da obra "O Pequeno Príncipe", de Antoine de Saint-Exupéry.

Originalmente publicado em bbc

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Os trabalhos com mapas nas aulas de geografia são bastante importantes e a cartografia é uma linguagem já consolidada no auxílio das explicações geográficas, climatológicas e geológicas realizadas nas mais variadas situações didáticas.
Neste post disponibilizo alguns mapa mundi com que o professor de geografia pode utilizar nas mais variadas situações de aprendizagens. O primeiro mapa é o mapa mundi político em preto e branco com possibilidades de usos diversos, como por exemplo, divisão em continentes, países centrais e periféricos, etc. O segundo mapa mundi possui tema específico para se trabalhar as coordenadas geográficas, sendo possível elaborar jogos para melhor compreensão desse contúdo e, por fim, o terceiro mapa mundi trata-se de um mapa mudo onde é possível trabalhar vários temas de acordo com o conteúdo selecionado. Este é um mapa que pode ser aberto em um editor de imagem (como o Paint do Windows) para preencher cada país com a cor que desejar.
Caso você tenha feito uso dess…

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

As diretrizes nacionais, definidas em acordo por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas.
O Projeto de Lei 2949/20 estabelece uma estratégia nacional para retorno às aulas durante a pandemia de Covid-19. A proposta, do deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), tramita na Câmara dos Deputados.Pelo texto, União, estados e municípios devem organizar colaborativamente o retorno às atividades escolares, interrompidas com o Decreto Legislativo 6/20 que reconheceu a calamidade pública por causa da pandemia. A estratégia será definida por princípios, diretrizes e protocolos, respeitadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias brasileiras.As diretrizes nacionais, acordadas por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. Elas deverão seguir princípios como atenção à saúde física e mental de profissionais de educação e estudantes; prev…

Os cinco maiores países do mundo

Rússia, Canadá, China, Estados Unidos e Brasil são os cinco maiores países do mundo em extensão territorial. A semelhança fica somente no quesito tamanho do território, quando olhamos para alguns dados populacionais as diferenças podem ser bastantes significativas.

Veja os dados populacionais de cada um desses gigantes territoriais.

População da Rússia
Densidade demográfica 8,8 hab/km²
Homens 66.644.047 habitantes
Mulheres 76.812.871 habitantes
População residente em área rural 26,08 %
População residente em área urbana 73,92 %
População total 143.456.918 habitantes
Taxa bruta de mortalidade 15 por mil
Taxa bruta de natalidade 12 por mil
Taxa média anual do crescimento da população 0,042 %

População do Canadá
Densidade demográfica 4 hab/km²
Homens 17.826.268 habitantes
Mulheres 18.113.659 habitantes
População residente em área rural 18,35 %
População residente em área urbana 81,65 %
População total 35.939.927 habitantes
Taxa bruta de mortalidade 8 por mil
Taxa bruta de natalidade 11 po…