Pular para o conteúdo principal

Homenagem aos professores no Senado


O Dia do Professor, 15 de outubro, foi lembrado no Senado com uma sessão especial no Plenário nesta segunda-feira (9). Além de cobrar mais valorização dos profissionais de ensino, parlamentares e convidados aproveitaram para homenagear professoras e crianças mortas num incêndio criminoso numa creche na cidade de Janaúba, norte de Minas Gerais. A tragédia deixou até agora 11 mortos, sendo nove crianças e dois adultos, entre eles a professora Heley Batista, de 43 anos, que, segundo a polícia, salvou vários alunos.

— O docente enfrenta uma série de dificuldades pela falta de valorização profissional no Brasil. Nossa mais recente heroína é Heley de Abreu Silva Batista, uma das vítimas da tragédia em Janaúba, que perdeu a vida para salvar seus alunos. Saúdo os professores que precisam ser heróis dia após dia, enfrentando adversidades de todos os tipos em todas as regiões do país — afirmou Oswaldo Luiz Saenger, fundador do colégio Projeção.

Exemplo

Com a experiência de quem já morou na Espanha, na Alemanha e na Coreia do Sul, o vice-reitor da UnB, Enrique Huelva, lembrou que os países que já identificaram a importância da educação se deram muito bem e agora estão colhendo os frutos desta opção acertada. Ele também defendeu a universidade de qualidade e gratuita.

O senador Jorge Viana (PT-AC), tem opinião semelhante. Além de lembrar as dificuldades enfrentadas e as conquistas por ele obtidas quando esteve à frente da prefeitura de Rio Branco e do governo do Acre, ele destacou que todos os países que investiram em educação obtiveram sucesso.

— Quem é gestor público de fato tem que levar a educação como prioridade. Temos que mudar o modelo adotado pelo Brasil nos livrarmos dessa pecha de sermos um país que não leva a educação a sério — afirmou.

Fundeb

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) aproveitou para chamar atenção para o fato de que o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) está completando 11 anos e tem vigência somente até 2020. Ela disse ser a relatora de uma proposta de emenda à Constituição, da senadora Lídice da Mata (PSB-BA), para prorrogar a validade do fundo e torná-lo uma política permanente, independente de governos.

— Mais do que isso, temos que também fazer um debate acerca do financiamento, ampliando a participação financeira da União para estados e municípios — disse.

Igualdade

A sessão foi presidida pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que voltou a insistir na defesa da igualdade de oportunidades entre ricos e pobres também no campo da educação.

— Um país onde não há igualdade de oportunidade não é uma nação. É a escola que é capaz de trazer coesão e fazer o país avançar em direção ao futuro. Vamos superar tudo quando tivermos uma escola que seja das melhores do mundo, e o filho do mais pobre tenha a mesma oportunidade que o filho do mais rico. Como já fizemos com o futebol, porque a bola é redonda para todos — comentou.

Também participaram da homenagem os senadores Valdir Raupp (PMDB-RO), Hélio José (PMDB-DF) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).


Fonte: Agência Senado

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mapas mundi para usos múltiplos

Os trabalhos com mapas nas aulas de geografia são bastante importantes e a cartografia é uma linguagem já consolidada no auxílio das explicações geográficas, climatológicas e geológicas realizadas nas mais variadas situações didáticas. Neste post disponibilizo alguns mapa mundi com que o professor de geografia pode utilizar nas mais variadas situações de aprendizagens. O primeiro mapa é o mapa mundi político em preto e branco com possibilidades de usos diversos, como por exemplo, divisão em continentes, países centrais e periféricos, etc. O segundo mapa mundi possui tema específico para se trabalhar as coordenadas geográficas, sendo possível elaborar jogos para melhor compreensão desse contúdo e, por fim, o terceiro mapa mundi trata-se de um mapa mudo onde é possível trabalhar vários temas de acordo com o conteúdo selecionado. Este é um mapa que pode ser aberto em um editor de imagem (como o Paint do Windows) para preencher cada país com a cor que desejar. Caso você te

Proposta estabelece estratégia nacional para retorno às aulas

As diretrizes nacionais, definidas em acordo por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. O Projeto de Lei 2949/20 estabelece uma estratégia nacional para retorno às aulas durante a pandemia de Covid-19. A proposta, do deputado Idilvan Alencar (PDT-CE), tramita na Câmara dos Deputados. Pelo texto, União, estados e municípios devem organizar colaborativamente o retorno às atividades escolares, interrompidas com o Decreto Legislativo 6/20 que reconheceu a calamidade pública por causa da pandemia. A estratégia será definida por princípios, diretrizes e protocolos, respeitadas as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e das autoridades sanitárias brasileiras. As diretrizes nacionais, acordadas por todos os entes, servirão de referência para os protocolos de estados e municípios para o retorno às aulas. Elas deverão seguir princípios como atenção à saúde física e mental de profissionais de educação e estudantes; pr

Os cinco maiores países do mundo

Rússia, Canadá, China, Estados Unidos e Brasil são os cinco maiores países do mundo em extensão territorial. A semelhança fica somente no quesito tamanho do território, quando olhamos para alguns dados populacionais as diferenças podem ser bastantes significativas. Veja os dados populacionais de cada um desses gigantes territoriais. População da Rússia Densidade demográfica 8,8 hab/km² Homens 66.644.047 habitantes Mulheres 76.812.871 habitantes População residente em área rural 26,08 % População residente em área urbana 73,92 % População total 143.456.918 habitantes Taxa bruta de mortalidade 15 por mil Taxa bruta de natalidade 12 por mil Taxa média anual do crescimento da população 0,042 % População do Canadá Densidade demográfica 4 hab/km² Homens 17.826.268 habitantes Mulheres 18.113.659 habitantes População residente em área rural 18,35 % População residente em área urbana 81,65 % População total 35.939.927 habitantes Taxa bruta de mortalidade 8 por mil Taxa